• Compartilhar em Google+

Segundo o medidor de preços Índice Properati-Hiperdados (IPH), o preço médio do m² dos imóveis à venda no Brasil apresentou queda de 1,07% entre os meses de maio e junho de 2017. Entre os meses de abril e maio, o índice também havia registrado queda nos valores de 0,95%. Os dados indicam tendência de diminuição dos preços no mercado, que nos últimos 12 meses tiveram queda média de 1,97%.

Em São Paulo, o preço dos imóveis, novamente, caiu. Em abril, a média do metro quadrado era de R$ 8.252. Em maio, o valor foi para R$ 8.221 e, em junho, chegou a R$ 8.190. Contudo, em relação a junho do ano passado, quando o preço era de R$ 8.098, houve uma valorização de 1,14%. Mas se considerarmos a inflação dos últimos meses pelo IPCA/IBGE, o valor do metro quadrado de São Paulo teve  queda de 2,37%.

Na contramão, o m² dos imóveis do Rio de Janeiro foram valorizados no último mês. Em abril, o preço médio era de R$ 8.909. Caiu em maio para R$ 8.843, mas subiu em junho para R$ 9.008. Entre maio e junho, portanto, houve valorização de 1,87%. Em comparação a junho do ano passado, quando o preço estava em R$ 8.747, houve valorização de 2,98%, mas, quando consideramos a inflação dos últimos 12 meses, o preço apresenta queda de 0,6%.

O Índice Properati-Hiperdados (IPH) é calculado com base nos imóveis à venda em 50 cidades brasileiras e que estão cadastrados no portal imobiliário Properati.com.br. Das 50 cidades avaliadas, o valor do m² de 38 delas apresentou queda nos últimos doze meses, quando consideramos a inflação do período. A cidade que sofreu maior desvalorização foi Cabo Frio (RJ), com -13,70%. Na outra ponta, a maior valorização foi encontrada em Balneário Camboriú (SC), com 8,09%.

A base de dados do Properati conta, hoje, com mais de 1,3 milhão de imóveis cadastrados e pode ser conferida na íntegra aqui.

 

Sobre o Properati

O portal de venda e aluguel de imóveis Properati.com.br nasceu na Argentina, em setembro de 2012, com objetivo de trazer mais agilidade e eficiência ao usuário que busca um imóvel na América Latina e mais oportunidades de negócios para quem vende.

O Properati chegou ao Brasil em março de 2014, com investimentos dos fundos Eastpoint Ventures, Patagonia Ventures, GroupArgent, Gravlax Ventures e NXTPLabs. Em outubro daquele ano, a empresa recebeu um aporte financeiro de US$ 2 milhões dos fundos de investimentos NEVEQ II e NXTP, que se somaram ao investimento inicial de US$ 200 mil, e, em janeiro de 2015, lançou seu aplicativo mobile. Em maio deste ano, o portal imobiliário recebeu sua segunda rodada de investimento, no valor de US$ 2 milhões, pelos grupos Neveq Ventures, NXTP Labs e Telor International Limited. O Properati tem hoje mais de 1,3 milhão de imóveis cadastrados no país.