26 de junho de 2017

Quanto custa morar perto do metrô em São Paulo?

Linha Esmeralda da CPTM tem a média mais cara de aluguel, enquanto a linha Verde to Metrô tem o m² mais caro

O portal imobiliário Properati desenvolveu estudo com os preços de aluguel e venda de imóveis em toda a extensão das linhas de trem e metrô da Grande São Paulo. O levantamento foi feito com base nas informações dos mais de 20 mil anúncios de imóveis em torno das estações – na cidade de São Paulo, são mais de 500 mil anúncios –  cadastrados no portal, e traz o preço médio em cada estação das linhas.

No caso dos aluguéis, o estudo levantou preços de imóveis com até dois dormitórios, tendo o valor médio mais caro por toda a extensão na linha Esmeralda da CPTM, no valor de R$ 2.032. A linha que vai da Estação Luz até Jundiaí (Rubi) tem seu maior preço médio – R$ 1.956 – na Estação Água Branca; e o menor – R$ 1.058 – em Franco da Rocha. O aluguel médio mais em conta está na linha Safira da CPTM, com valor de R$ R$ 1.108, com o menor preço médio na estação São Miguel Paulista (R$ 943) e o maior no Brás (R$ 1.419).

Em relação ao valor do metro quadrado, para venda, a linha com maior preço médio é a Verde do Metrô, que liga a Vila Madalena, na Zona Oeste, à Vila Prudente, na Zona Leste, com o valor médio de R$ 10.416. A estação com o maior preço para se comprar um imóvel na linha é a Sumaré (R$ 14.877). Já a linha com o menor preço médio para compra é a Diamante da CPTM, que liga Presidente Altino, em Osasco, à estação Amador Bueno, em Itapevi, com o valor médio de R$ 5.753. O menor valor na linha se encontra na estação Sagrado Coração (R$ 2.952), em Jandira.

Ainda em relação ao metro quadrado para venda, os imóveis mais caros em toda a malha ficam próximos às estações Cidade Jardim (R$ 17.033), na linha Esmeralda da CPTM; Sumaré (R$ 14.877) e Clínicas (R$ 14.448), na linha Verde do Metrô. As duas linhas, mais a Amarela do Metrô, concentram praticamente todos os maiores valores para compra de imóveis na região. No caso dos aluguéis, a tendência é a mesma, com essas três linhas tendo os maiores valores.

“O estudo foi idealizado para apontarmos aos usuários quanto custa viver próximo à malha férrea da Grande SP. Hoje, as pessoas se preocupam muito com esse tipo de informação e buscam ter melhor qualidade de vida, morando próximo aos melhores acessos de mobilidade, como trens e metrô”, explica Renato Orfaly, Country Manager do Properati no Brasil.

A empresa desenhou mapas com os valores e as linhas de trens e metrô. Confira a seguir:

mapa-venda
Clique na imagem para ampliá-la.
mapa-aluguel
Clique na imagem para ampliá-la.

Sobre o Properati

O portal de venda e aluguel de imóveis Properati nasceu na Argentina, em setembro de 2012, com objetivo de trazer mais agilidade e eficiência ao usuário que busca um imóvel na América Latina e mais oportunidades de negócios para quem vende.

O Properati chegou ao Brasil em março de 2014, com investimentos dos fundos Eastpoint Ventures, Patagonia Ventures, GroupArgent, Gravlax Ventures e NXTPLabs. Em outubro daquele ano, a empresa recebeu um aporte financeiro de US$ 2 milhões dos fundos de investimentos NEVEQ II e NXTP, que se somaram ao investimento inicial de US$ 200 mil, e, em janeiro de 2015, lançou seu aplicativo mobile.

Em maio de 2016, o portal imobiliário recebeu sua segunda rodada de investimento, no valor de US$ 2 milhões, pelos grupos Neveq Ventures, NXTP Labs e Telor International Limited. O Properati tem hoje mais de um milhão de imóveis cadastrados no país.

Foto: Diego Torres Silvestre

Postado em Uncategorized | Tags , ,

Escreva um comentário

Siga-nos por e-mail!

Informe o seu e-mail para receber uma notificação sempre que publicarmos um novo post!

PUBLIQUE ESTE TEXTO EM SEU SITE!

A publicação desta nota está liberada para qualquer meio de comunicação. Se você tiver interesse em publicar um dos nossos textos em seu site, por favor, não deixe de nos comunicar em prensa@properati.com.

Iremos te auxiliar com os códigos HTML que podem ser usados para inserir nossos gráficos interativos no seu site!