17 de agosto de 2017

Como um estádio de futebol influencia os imóveis ao seu redor?

Em São Paulo, o Estádio do Morumbi foi o único avaliado que indicou valorização dos imóveis entorno

Nas últimas semanas, o estádio do Pacaembu tem causado discussões entre a Prefeitura de São Paulo e os moradores da região. Isso porque a Prefeitura, dentro do seu plano de desestatização, quer transformar o Pacaembu em uma arena multiuso e coberta, capaz de receber outros eventos, como shows de música, além dos jogos de futebol.

Os moradores da região, representados pela Associação Viva Pacaembu, temem que o estádio perca a função social e esportiva se começar a receber grandes shows, considerados incômodos. A Secretaria de Desestatização e Parcerias, representada pelo secretário municipal Wilson Poit, afirma que apenas estão sendo ouvidas as propostas do mercado e que nada está definido.

Além disso, existe há sete anos um Termo de Ajuste de Conduta, elaborado com colaboração dos moradores da região, que impede a realização de show ou grandes eventos sonoros a partir das 22h.

A realidade é que estruturas de grande porte, como estádios de futebol, podem alterar diretamente a vida dos moradores. E esse impacto pode ser visto, até mesmo, no preço dos imóveis. Em um levantamento realizado pelo portal de buscas de imóveis Properati.com.br, é possível avaliar como quase todos os grandes estádios de futebol da cidade desvalorizam as propriedades ao seu redor.

O estudo foi feito com a base de dados da Properati, que contém mais de 230 mil anúncios de imóveis referentes à cidade de São Paulo. Desse total, foram comparados os preços dos imóveis próximos (até 500m) aos estádios de futebol da cidade, com os mais afastados (até 2km). Confira os resultados a seguir:

estadios

A única exceção à queda de preço acontece no Estádio Cícero Pompeu de Toledo, mais conhecido como Estádio do Morumbi. Esse centro esportivo é propriedade do São Paulo Futebol Clube e fica no Morumbi, um dos bairros mais valorizados da cidade.

A valorização acontece pois, ao redor do estádio do Morumbi estão bairros que têm o metro quadrado mais barato, como Vila Sônia e Paraisópolis. “Isso faz com que os preços dos imóveis próximos ao estádio sejam maiores, se comparados com os imóveis mais distantes. Só que, se levarmos em consideração o preço médio do distrito, vemos que há uma desvalorização de 8,3%. Pois o metro quadrado do distrito do Morumbi custa, em média, R$ 8,2 mil, e os imóveis ao redor do estádio têm valor médio do metro quadrado de R$ 7,5 mil”, diz Renato Orfaly, Country Manager da Properati no Brasil.

Confira a seguir os dados completos da pesquisa:

estadios-dados2

Foto: Cesar Cardoso

Escreva um comentário

Siga-nos por e-mail!

Informe o seu e-mail para receber uma notificação sempre que publicarmos um novo post!

PUBLIQUE ESTE TEXTO EM SEU SITE!

A publicação desta nota está liberada para qualquer meio de comunicação. Se você tiver interesse em publicar um dos nossos textos em seu site, por favor, não deixe de nos comunicar em prensa@properati.com.

Iremos te auxiliar com os códigos HTML que podem ser usados para inserir nossos gráficos interativos no seu site!