Taxa média de condomínio em São Paulo custa mais de R$ 1 mil

Existem muitos fatores que influenciam o valor da taxa que um condomínio cobra de seus moradores todo mês. O custo varia se um prédio tem garagem no subsolo, portaria 24 horas e academia, por exemplo, ou opções de lazer, como piscina aquecida e salão de festas. Isso sem contar os impostos municipais e as reformas das áreas comuns do condomínio, que também aumentam a taxa.

Para permitir uma análise dos custos de condomínio, a Properati fez um levantamento do preço médio cobrado pelos prédios em seis das maiores cidades do país: São Paulo, Rio de Janeiro, Campinas, Porto Alegre, Belo Horizonte e Curitiba. Os dados utilizados são referentes aos anúncios de imóveis feitos no portal da Properati.

Leia mais

Mapa 3D mostra a variação de preço do m² nos distritos de São Paulo

O Properati apresenta para você uma ferramenta que facilita a sua busca por um imóvel em São Paulo: uma plataforma que permite visualizar a cidade em 3D e ver os preços médios dos imóveis à venda.

Com ela é possível visualizar com bastante facilidade que distritos da capital paulista possuem o metro quadrado mais caro e mais barato, com cores mostrando as diferenças de preços. O mapa utiliza a base de dados do Properati, que possui 300 mil imóveis cadastrados.

Leia mais

Balanço Anual IPH 2016

Para comemorar o 463ª aniversário da capital, o portal imobiliário Properati elaborou um mapa de calor em 3D que permite visualizar os preços médios dos imóveis à venda em todos os bairros da cidade.

Pelo mapeamento feito pelo Properati a partir de sua base de 300 mil imóveis cadastrados na cidade de São Paulo, os imóveis mais caros da cidade, localizados nas áreas com a cor mais escura, se concentram mais ao centro do mapa da capital, em distritos (formas de divisão administrativa da cidade que delimitam geograficamente alguns dos serviços públicos) como Lapa, Perdizes e Pinheiros, na Zona Oeste, e Morumbi, Moema e Campo Belo, na Zona Sul. O m² desses imóveis custa, em média, mais de R$ 11.997.

Leia mais

Como o preço dos imóveis determinou os votos em São Paulo

No primeiro domingo de outubro (2/10), aconteceu o primeiro turno das eleições municipais que determinou quem serão os prefeitos e vereadores do Brasil pelos próximos quatro anos. O maior destaque, dessa vez, ficou com São Paulo, onde o candidato João Dória (PSDB) venceu no primeiro turno, com 53,29% dos votos válidos. Desde 1992 a decisão de quem seria o prefeito da maior cidade do Brasil não era definida no primeiro turno, e o mais impressionante é que Dória ficou em primeiro lugar em 56 das 58 zonas eleitorais da cidade.

Uma forma alternativa de avaliar o desempenho dos candidatos é comparar os resultados que eles tiveram nas urnas com o valor médio do metro quadrado das zonas eleitorais. Veja abaixo essa relação feita com o candidato eleito, João Dória.

Leia mais

Brasileiros suspeitos de terem contas em paraísos fiscais possuem domicílio em bairros mais caros

De olho no desdobramento do caso conhecido como Panamá Papers, escândalo envolvendo abertura de empresas offshore pelo escritório jurídico panamenho Mossak Fonseca, que foi revelado pelo Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ, na sigla em inglês) no início deste ano, o portal imobiliário Properati.com.br fez um levantamento para identificar o preço de domicílios registrados em nome dos brasileiros que aparecem como suspeitos de manter contas irregulares em paraísos fiscais.

Leia mais

Indice Properati-Hiperdados de medição da variação de preços do mercado imobiliário – agosto/2016

A sociedade está esperançosa e cautelosa, e isso faz com que preços apresentem variações para cima e para baixo, mas em grandes centros os preços dos imóveis permanecem sem acompanhar a inflação dos preços gerais, o que é ruim para quem quer vender um imóvel e, ao mesmo tempo, maravilhoso para quem quer comprar um imóvel.

Recentemente o presidente do Sindicato das Indústrias de Construção do Estado de São Paulo (Sinduscon-SP), José Romeu Ferraz Neto, avalia que a retomada de investimentos no setor depende de mudanças estruturais — reformas trabalhista, previdenciária e social — e não “simplesmente” da troca de governo do país. (Valor, 31/08/16).

Leia mais

Indice Properati-Hiperdados de medição da variação de preços do mercado imobiliário – julho/2016

Mês de julho foi um mês de início às boas notícias para o setor imobiliário brasileiro, além das medidas promovidas pelo governo federal, como por exemplo: manter parte do Programa Minha Casa Minha Vida e as novas regras para financiamento da Caixa Econômica Federal.

No caso das novas regras de financiamento, os mutuários da Caixa Econômica Federal poderão financiar imóveis de até R$ 3 milhões, o dobro do limite de financiamento que era de R$ 1,5 milhão.

Leia mais

Indice properati-hiperdados de medição da variação de preços do mercado imobiliário – junho/2016

É com muita satisfação que comunicamos que a partir do mês de junho/2016 estamos monitorando os preços de 24 cidades em diversas regiões do Brasil, com uma base com mais de um milhão de imóveis livre de viés, assim sendo na tabela 1, veja como estão se comportando os preços do Índice Properati Hiperdados Residencial Geral (IPH-RES/G):

Leia mais

Microapartamentos seguem como tendência no mercado imobiliário

“É cada um no seu quadrado”, diz a frase popular que resume o estilo de vida das novas gerações. O slogan caberia bem em um anúncio para descrever um tipo de imóvel que virou tendência nos últimos anos no mercado imobiliário: são os chamados microapartamentos. Com o aumento da participação das mulheres no mercado de trabalho, o adiamento do casamento e a mudança nos arranjos familiares, cada vez mais pessoas procuram um apartamento para viver só – ou quase sozinho.

Leia mais

Como vender em tempos de crise?

Properati, organizou em São Paulo, na sede do SECOVI, a 3ª edição do evento exclusivo “Marketing de Performance para Real Estate”, onde se reuniram oradores e palestrantes em um debate para discutir e compartilhar ideias para otimizar recursos e estratégias para concretizar mais vendas de imóveis. Previsões do setor imobiliário e novas ferramentas foram o foco da apresentação.

Leia mais